Miami X Nova York – Diferenças Culturais – Parte 1

Algumas de minhas observações, devem ter muitas mais e com o tempo vou descobrindo.

(Esta é a primeira parte, em seguida postarei a segunda.)

Sem dúvida nascer em um país e depois passar a metade da vida em outro, é desafiador e também muito enriquecedor. Agora, mudar de um estado para outro dentro do mesmo país, é extremamente interessante, pois Miami e Nova York parecem dois países distintos.

Morei em Miami por 23 anos e há pouco mais de um ano passei a viajar constantemente a trabalho para Nova York e definitivamente fiz minha mudança há seis meses.

Vamos as comparações:

 

 

 

 

 

1-O tempo de relógio

Em Nova York o tempo passa mais rápido que em Miami. Não entendi ainda como pode. O dia aqui dizem ter 24 horas como em todo mundo, mas para mim parece que tem muito menos. Parece que foi ontem que mudei e já se foram 6 meses. Quando chego ao escritório mal começo a trabalhar e já está na hora do almoço e logo chega a hora de ir embora. Ao sair às ruas são tantas pessoas andando rapidamente para produzir, que não tem como você não entrar na engrenagem e sentir a mesma necessidade… produzir.

mendigos na 5a. avenida

2-Os homeless:

Em Nova York só se anda a pé e eu amo fazer isso, digo que parece que mudei para um shopping center. Aqui não tenho carro, seria mais dor de cabeça do que facilidade. O trânsito é intenso, muitas vezes parado e à qualquer hora do dia. Portanto certas distâncias podem ser feitas a pé, de Uber ou de metrô, são fáceis, seguras e rápidas.

Mas, andando pelas ruas, não tem como não olhar e ficar sem reação. A quantidade de indigentes é muito grande. Meu coração fica apertado. Às vezes dá vontade de parar para conversar com eles. Alguns são tão jovens… Mas fica difícil pois as estatísticas mostram que a maioria está ali por escolha. Muitos ali estão por serem doentes pelos vícios do álcool ou das drogas ou ambos. Outros não querem ir aos abrigos disponíveis nas cidades, por estes terem regras e certos indigentes preferem não segui-las. O que fazer? Passar e fazer de conta que não os viu? É difícil e triste. O que mais me afeta emocionalmente, são os jovens, passo, observo e faço uma oração por eles. Ajuda? Não sei, mas mal tenho certeza que não faz.

foto: Insider

3- Fones de ouvido

Me chamou a atenção a quantidade de pessoas que estando sós, usam fone de ouvido, nas ruas ou no metrô. Passado um tempo descobri qual a razão, pois também passei a usá-los. O barulho das ruas e dos trens do metrô é muito intenso e no dia dia fica quase insuportável, portanto uma boa música pelo fone de ouvido, ameniza a situação. Em Miami raramente vemos alguém com fone de ouvido, até porque a maioria não anda a pé e as ruas não são barulhentas como em NY.

4- Ruas sujas X ruas limpas.

As ruas de Nova York são muito sujas, claro que é uma consequência do número de pessoas que transita no dia dia. Lembro-me que quando vim morar em Miami, o que mais me chamava a atenção, era a limpeza das ruas, em qualquer lugar da cidade.

foto: Secretnyc

5- Uber

Agora uso muito Uber e é engraçado quando comparo Miami com Nova York.

Em Miami, curiosamente as placas de carro são colocadas na traseira do veículo, não há placas na frente. Já em Nova York, tem na frente e na traseira dos carros, fácil identificar.

Em Miami precisamos aguardar os carros passarem para verificar a placa e ter certeza que aquele é o Uber que estávamos esperando. Caso o motorista não tenha nos visto, temos que ligar para dizer: Hei, você me passou, volta por favor!

Ao entrar no Uber em Miami, geralmente o rádio está tocando músicas latinas e em volume alto. Os motoristas, nem perguntam: – Tem preferência por alguma estação?  Ou, quer que abaixe o volume? Saimos do Uber com vontade de ir para uma pista de dança. rsrs

foto: RedKaroke

6-Idiomas

O idioma de Nova York é o inglês e o de Miami é o espanhol.

Engraçado foi perceber ao mudar para Nova York, que eu não falava inglês tão fluente quanto imaginava. Por 23 anos em Miami, falei muito o “portunhol”, comum aos brasileiros que não falam direito o espanhol, meu caso por exemplo.

Em Nova York, as vezes passo uma semana sem falar português, até com meu filho que trabalha comigo. Bem, aqui a minha fluência no idioma ja passou para outro nível, bem melhor. A tal história de pensar e sonhar em inglês, agora é diária.

De qualquer forma, amo as duas cidades e adoro o aprendizado que a observação das comparações me traz.

Tip: Aguarde a segunda parte de Miami X Nova York. O texto ficou muito longo, por isso resolvi dividir. Agradeço você que teve paciência de ler até aqui. 😊

YG

6 comments on “Miami X Nova York – Diferenças Culturais – Parte 1”

  1. Claumary Nissola disse:

    Muito bom
    Passar sua experiência a brasileiros
    Que sonham em morar nos Estados Unidos
    Obrigado

  2. Yara parabéns ,adoro seus posts ,vc poe sentimentos nos comentários e isso faz a diferença ……

    1. Yara disse:

      Obrigada meu querido Valverde.

  3. Yara muito obrigada pelas informações… sou brasileira mas moro a 35 anos na Suíça 🇨🇭 e sempre fui apaixonada pelo USA 🇺🇸 mais precisamente Boston … se parece mais com a Europa… feliz de aprender mais coisas contigo … felicitações 👏🏼👏🏼👏🏼

    1. Yara disse:

      Muito obrigada por seu carinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *